Rod. Vereador Admar Bertolli, 6159 - Almirante Tamandaré - PR (41) 3355-5600

OS FALSOS RECICLÁVEIS

Gostou? compartilhe!

OS FALSOS RECICLÁVEIS

OS FALSOS RECICLÁVEIS

18 de abril de 2019

É indiscutível que a reciclagem é fundamental nos dias atuais. Além da importância socioambiental, é importante para a economia de um país, uma vez que gera empregos em cooperativas e contribui para a renda de diversos catadores de materiais recicláveis, que fazem um trabalho muito importante recolhendo, separando e encaminhando o material diretamente para a reaproveitamento.

 

Mas afinal, você sabe o que é reciclagem?

A reciclagem é um processo que consiste na transformação de materiais que já foram usados em produtos novos.  Vários produtos como vidro, plástico, papel ou alumínio podem ser reciclados, e assim reaproveitados reduzindo significativamente o consumo de matéria-prima, poluição da água, do ar e do solo.

Alguns exemplos de produtos que podem ser reciclados: Papelão, jornais, revistas, cadernos, embalagens longa vida, alumínio, bronze, cobre, sucata de ferro, latas, panelas, fios, correntes, sacolas, copos descartáveis, sacos, caixas, garrafas, embalagens diversas, tubo de PVC, potes de produtos de higiene e de limpeza, brinquedos, copos de vidro quebrados, potes, jarros, frascos de perfume, entre outros.

A lista de materiais recicláveis é extensa, contudo, alguns itens do lixo doméstico não são recicláveis. Outros são, mas o custo é alto e poucas empresas fazem o trabalho. Assim o produto é descartado no lixo comum, pois acaba não sendo viável seu reaproveitamento.

 

Você sabe quais produtos não são recicláveis?

Caixa de pizza –

E também guardanapos e papel toalha usados. Tecnicamente é possível reciclar papel sujo, engordurado ou com restos de alimentos. Mas muitas empresas rejeitam, porque a sujeira dificulta o tratamento do esgoto da recicladora.

 

Papéis encerados ou impermeabilizados –

Como os que embalam lanches de redes de fast food. A separação das fibras de celulose é feita com água e, se o líquido não é capaz de penetrar no papel e enfraquecer a ligação entre as fibras, não é possível reciclar. Também vão para o lixo comum papel manteiga, usado na cozinha, e papel vegetal.

 

Isopor –

Esse é outro material que poderia se enquadrar como reciclável, mas não é reciclado por rejeição das recicladoras, que têm baixo retorno financeiro com o isopor.

 

Sacolinhas de plástico e plástico bolha –

Também são recicláveis e devem ser descartados como tal. Mas, por terem baixa densidade, a reciclagem pode não se tornar economicamente viável em algumas regiões, por exemplo, por sua dificuldade de separação e limpeza.

 

Esponja de Limpeza –

As cooperativas brasileiras não processam esponjas domésticas, então, elas podem ser jogadas em lixo comum.

 

Vidro de Box –

O vidro temperado, utilizado nos banheiros e também em janelas, é menos danoso em caso de estilhaçamento, já que se quebra em pequenos fragmentos, sem lascas pontiagudas, o que reduz a chance de ferimento. Mas resistência que o torna mais seguro para uso doméstico, faz com que seja difícil reciclá-lo.

 

Espelho –

 

É difícil de ser reciclado, porque é composto por uma camada de prata, alumínio ou amálgama de estanho. Separar esses componentes do vidro é custoso e poucas empresas fazem isso.

 

Palha de aço –

O material usado para arear panelas e fazer limpeza pesada deve ser descartado no lixo comum. Embora não seja biodegradável, a palha de aço degrada sem causar impacto na natureza.

 

 

 

A Sanetran realiza coleta de recicláveis e não recicláveis e dá o destino correto, visando a busca de alternativas ambientais mais sustentáveis do que enterrar nos aterros sanitários. Se a sua empresa é grande geradora desse tipo de resíduo, entre em contato pelo (41) 3355-5600.

Fontes: https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2018/02/16/8-materiais-que-voce-achou-que-eram-reciclaveis-mas-nao-sao.htm

https://www.fragmaq.com.br/blog/afinal-importancia-reciclagem-meio-ambiente/



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Sanetran Whatsapp Sanetran