Rod. Vereador Admar Bertolli, 6159 - Almirante Tamandaré - PR (41) 3355-5600

A importância da segurança na coleta de resíduos de saúde

Gostou? compartilhe!

A importância da segurança na coleta de resíduos de saúde

A importância da segurança na coleta de resíduos de saúde

29 de setembro de 20166 de dezembro de 2016

A coleta de resíduos de saúde deve sempre ser feita por empresas especializadas para evitar riscos

Antes de realizar a coleta de resíduos de saúde e encaminhar para a destinação final, os laboratórios precisam seguir uma série de normas de biossegurança, cujo intuito é evitar o descarte indiscriminado e conscientizar os profissionais de saúde.

O descarte inadequado de resíduos de saúde proporcionam sérios passivos ambientais, notadamente uma questão atual quando da percepção da sociedade em cobrar os danos e as eventuais responsabilidades.

Hospitais, laboratórios, clínicas médicas ou mesmo clínicas veterinárias são os maiores responsáveis pela geração de resíduos infectantes (também conhecidos como resíduos de saúde). Para que o descarte desses materiais seja realizado de acordo com as normas exigidas, de forma eficiente e, sobretudo, sem oferecer riscos à saúde e ao meio ambiente, são contratadas empresas especializadas no transporte e coleta de resíduos de saúde.

Os resíduos de serviços de saúde são classificados em cinco grupos: A, B, C, D e E, conforme a Resolução de Diretoria Colegiada- RDC da Anvisa nº 306/2004  e a Resolução Conama nº 358/2005.  Este gerenciamento é feito através de um conjunto de ações que tem seu início no manejo interno, onde é realizada uma segregação adequada dentro das unidades de serviços de saúde, visando à redução do volume de resíduos infectantes.

Dentro deste manejo existem etapas:

  • Segregação: é feita através da separação dos resíduos no instante e local de sua geração;
  • Acondicionamento: embalar em sacos impermeáveis e resistentes, de maneira adequada, todos os resíduos que foram segregados, segundo suas características físicas, químicas e biológicas;
  • Identificação: esta medida indica os resíduos presentes nos recipientes de acondicionamento;
  • Armazenamento temporário: acondiciona temporariamente os recipientes onde estão contidos os resíduos de saúde, próximo ao ponto em que eles foram gerados; Esta medida visa agilizar o recolhimento dentro do estabelecimento.
  • Armazenamento externo: refere-se à guarda dos recipientes no qual estão contidos os resíduos, até que seja realizada a coleta externa;
  • Coleta e transporte externos: refere-se ao recolhimento dos RSS do armazenamento externo, sendo encaminhado para uma unidade de tratamento e destinação final.

A Sanetran sabe da importância do serviço de transporte e coleta de resíduos de saúde nos estabelecimentos desse segmento, o que proporciona segurança às empresas e clínicas, e incluse à sociedade.

Fonte: Ministério da Saúde



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Sanetran Whatsapp Sanetran