Rod. Vereador Admar Bertolli, 6159 - Almirante Tamandaré - PR (41) 3355-5600

Coleta de resíduos hospitalares e a sua importância para a saúde

Gostou? compartilhe!

Coleta de resíduos hospitalares e a sua importância para a saúde

Coleta de resíduos hospitalares e a sua importância para a saúde

26 de outubro de 20166 de dezembro de 2016

Uma grande quantidade de lixo infectante é produzida por ano, por isso é imprescindível a coleta de resíduos hospitalares

O Brasil produz cerca de 150 mil toneladas de lixo urbano por dia e, estima-se que, 1 a 3% desse volume seja representado pelos produzidos em locais que oferecem serviços de saúde. Sem a coleta de resíduos hospitalares, além dos riscos ambientais, a população fica exposta ao contágio de doenças graves à saúde.

Falta da coleta de resíduos hospitalares e seus riscos

Segundo à Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do lixo hospitalar é considerado perigoso, já que possui caráter tóxico, infeccioso ou radioativo. Se despejado no meio ambiente, por ser formado por seringas, recipientes, tecidos, partes de órgãos, sangue e excreções humanas, o lixo infectante pode contaminar o solo e lençóis freáticos, prejudicando plantações e podendo causar problemas à saúde. O simples contato com água contaminada ou com o próprio lixo, pode transmitir doenças através de bactérias ou vírus mais agressivos, como AIDS e Hepatites.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, uma a cada cinco cidades brasileiras despejavam os resíduos de hospitais e unidades de saúde em aterros sanitários e lixões. No ano passado (2015), a OMS divulgou dados que apontam que apenas 58% dos estabelecimentos médicos possuem um sistema de descarte correto do lixo. Este ano, Curitiba foi considerada a cidade mais sustentável da América Latina, levando em consideração sua gestão de lixo, incluindo a coleta de resíduos hospitalares.

Como deve ser feita a coleta de resíduos hospitalares

Para um bom serviço de coleta de resíduos hospitalares é importante saber a classificação dos RSS e qual os procedimentos devem ser tomados com cada grupo. Em 2004 entrou em vigor a Resolução da Diretoria Colegiada da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) que faz a seguinte separação:

A separação e coleta de resíduos hospitalares evita a contaminação de doenças.

– Grupo A: Resíduos biológicos (agulhas, gases, etc.) que apresentam riscos de causar infecções.

– Grupo B: Substâncias químicas que prejudicam a saúde pública e o meio ambiente.

Grupo C: Rejeitos radioativos que estão acima dos limites aceitáveis pelas normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Grupo D: Lixo comum, como papel sanitário, restos de alimentos, fraldas, tc.

Grupo E: Materiais perfurocortantes

Essa separação deve ser feita pela instituição médica, em embalagens próprias e assinaladas. Feito isso, o lixo deve ser encaminhado para um local de armazenamento temporário, até que a empresa responsável pela coleta de resíduos hospitalares apareça.

Assim que coletados, a empresa encarregada deve realizar a esterilização, já que a incineração produz cinzas que também podem contaminar. Os RSS passam por processos químicos, térmicos e até de irradiação e, em seguida, podem ser depositados em um aterro sanitário aprovado e que possua licenciamento ambiental.

Por isso a Sanetran Saneamentos oferece um serviço especializado em coleta de resíduos hospitalares. Com profissionais capacitados e todo o equipamento necessário, para a segurança dos mesmos, a empresa garante o serviço com qualidade e responsabilidade. Todos os resíduos são encaminhados para tratamento através de processos devidamente licenciados pelos órgãos ambientais, garantindo toda a rastreabilidade do processo.

Saiba mais e solicite orçamentos: http://sanetran.com.br/contato/

 

Fontes:

http://www.dinamicambiental.com.br/blog/lixo-hospitalar/quais-sao-as-etapas-da-coleta-de-lixo-hospitalar/

http://www.ecycle.com.br/component/content/article/63/3237-residuos-hospitalar-geracao-rejeitos-embalagens-subprodutos-descarte-contaminates-patogenos-perigosos-poluicao-impactos-saude-humana-ambiental-separacao-classificacao-destinacao-adequada.html

http://saude.ccm.net/faq/5867-riscos-para-saude-do-lixo-hospitalar

http://www.infoescola.com/ecologia/residuos-de-servicos-de-saude/

http://www.dinamicambiental.com.br/blog/lixo-hospitalar/lixo-infectante/

http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/20-nao-tratam-lixo-hospitalar-a1khsdlx2wmnv0zh2viqfnuxa

http://www.cenedcursos.com.br/meio-ambiente/lixo-hospitalar/



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Sanetran Whatsapp Sanetran