Rod. Vereador Admar Bertolli, 6159 - Almirante Tamandaré - PR (41) 3355-5600

Compostagem de resíduos orgânicos: o que é e como fazer

Gostou? compartilhe!

Compostagem de resíduos orgânicos: o que é e como fazer

Compostagem de resíduos orgânicos: o que é e como fazer

22 de agosto de 2017

A compostagem de resíduos é uma técnica usada há mais de cinco mil anos, e cada vez mais importante para a saúde do planeta.

Compostagem de resíduos é o processo de decomposição da matéria orgânica em resíduos animais ou vegetais. Acontece quando, na presença de umidade e oxigênio, microorganismos se alimentam dessa matéria e fazem com que seus nutrientes voltem à terra.

A técnica de compostagem é utilizada há mais de cinco mil anos pelos chineses.

PASSO A PASSO

– Escolha um lugar sombreado, preferencialmente sobre a terra, mantendo contato com a vida do solo;

– Reduza o tamanho dos restos orgânicos, picando ou rasgando;

– Coloque primeiro o material graúdo (como poda de árvores e cercas vivas), até uma altura de 20 cm;

– Acrescente outros resíduos de jardim e de cozinha, bem misturados;

– Mantenha o material solto e fofo;

– Recubra com uma camada de grama, palha, ou folhagem, conservando-lhe a umidade e o calor;

– Molhe sempre que necessário;

– Avalie a temperatura usando um termômetro de haste longa, uma barra de ferro ou colocando a mão no interior do monte. Se for possível suportar o calor da barra ou do composto, a temperatura está boa, mas se é praticamente impossível segurar a barra ou manter a mão no monte, é preciso resfriá-la.

Quando os compostos orgânicos apresentarem coloração preta ou marrom, consistência granulada, cheiro agradável de terra, temperatura ambiente e volume reduzido à metade, estarão prontos para uso.

MÉTODOS DE COMPOSTAGEM

Leiras: um monte em formato de pirâmide com até 1,5 metros de altura. É a forma mais simples e barata de compostagem de boa qualidade. Seu processo de maturação e cura pode durar de 3 meses a 2 anos.

Composteiras: reservatórios com diferentes formas, geralmente abertos no fundo e tampados em cima. São utilizadas quando não se tem espaço, ou quando a quantidade de material é insuficiente para formação de uma leira.

Aterramento: um buraco de no máximo 30 cm de profundidade no solo. É prática comum em locais onde não há recolhimento de lixo. É o processo mais lento dos três, e o material não precisa ser revolvido.

A compostagem é importante, pois reduz a quantidade de resíduos orgânicos nos depósitos, enriquece a terra com nutrientes, evita queimadas, ajuda na aeração e na melhoria da estrutura do solo, entre outras vantagens.

A Sanetran opera centrais de triagem e valorização de resíduos e compostagem com equipe própria.

Veja mais aqui! 

 

fontes:

http://www.recicloteca.org.br/material-reciclavel/organicos/



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Sanetran Whatsapp Sanetran